A loja das saudades perdidas – por Clarissa Vilar

77

Em um dia frio de fevereiro, em  Madrid, descobri ao lado da Plaza Mayor uma loja só de selos e postais antigos.

Achei interessante , pois sabia  que existia os colecionadores de selos antigos.Mas de postais?

Por uma questão afetiva, resolvi pegar um de 1945.

Me peguei a pensar nas saudades perdidas na loja,que o tempo também abafa junto com a poeira das estantes.Nos afetos não correspondidos, nos sentimentos não lidos nem nas entrelinhas.

Teria esse postal sido entregue e foi devolvido?

Provavelmente nunca saberei.

Houve um tempo em que ainda havia postais e até inícios dos anos 2000 ainda mandava alguns quando viajava.Guardo ainda hoje uma pasta com os postais mais artísticos ou diferentes de onde passei.

Na infância, havia os papéis de carta, febre entre as meninas que colecionavam e trocavam.

Ficará para sempre em minha mente a loja das saudades com endereço,com entrega atrasada e afeto devolvido ou empacotado.

Deixe o seu comentário