Canto da sereia. Você sabe o que é isso? – por Anna Miranda

159

“O acaso vai me proteger,   enquanto eu andar distraído.” Muitas de nós conhecem esse refrão da canção gravada pelos Titãs. Confesso que ela me atrai. O acaso é o que nos tira do chão, é a surpresa inesperada que surge quando menos esperamos. Graças ao acaso encontramos pessoas, oportunidades, um contato interessante e até mesmo um namorado. Recebemos uma ligação que muda tudo e então saímos com um friozinho na barriga e a sensação que o universo conspira a nosso favor.

Mas, quando se trata de acaso e distração, é preciso cuidado. O acaso nos traz surpresas nem sempre agradáveis quando mergulhamos na internet em busca de algo que nos tire da rotina e da solidão. Muitos lobos com pele de cordeiro surgem do nada prometendo felicidade, riqueza, amor, alguns são charmosos, ostentam um cargo de general, empresário ou outra profissão que confere poder, prestígio. Isso é comum não só nos sites de relacionamento, mas no meio de uma espiada num link, ou seja, quando estamos procurando uma música, um texto, uma receita de bolo para nos distrair. É aí que entra o cavaleiro que vai nos fazer felizes, dizer tudo que queremos ouvir. Chamo isso de ” Canto da Sereia”. As sereias cantam em alto mar para atrair os humanos, levando-os para longe. Nas histórias infantis homens são hipnotizados por elas e não conseguem voltar para casa. Na vida real isso é um perigo pois muitos internautas são irresistíveis e nos paralisam com uma conversa envolvente.

É comum ver mulheres arrasadas porque entregaram de mão beijada suas economias para um suposto homem dos seus sonhos que depois caiu fora. Esses homens postam fotos falsas e têm lá a sua sedução. Em geral solicitam amizade, enviam flores e mensagens aparentemente irresistíveis. Pelo menos três ou quatro deles entraram no face tentando dar o bote mas descobri que as mensagens eram escritas pela mesma pessoa. No tempo que escrevíamos cartas era mais fácil, havia uma relação amorosa ou de amizade muito clara. Hoje é diferente. Os lobos farejam mulheres que estão perdidas num mar de dúvidas e insatisfação e atacam. Então pensamos: “Encontrei o homem da minha vida! Ele é tão delicado, sensível, inteligente. Nossa! Eu não esperava por isso”. Para nosso espanto e decepção justo aquele cavaleiro era    uma ilusão virtual. Para chegar à verdade não podemos confiar no acaso e na distração.

Digo isso porque nós, mulheres, temos uma tendência natural para criar expectativas irreais quando estamos envolvidas emocionalmente com alguém, seja ele de carne e osso ou não. Num primeiro momento pensei que o ” Canto da Sereia” seduzia mulheres mais velhas, acima dos cinquenta, mas concluí que o efeito paralisante dos lobos de plantão seduz a todas as mulheres. Ora, está difícil ter.um namorado e se achamos que temos um, é preciso dar um tempo até que ele ” batize” o relacionamento, dando nome aos bois. Isso é um resquício fortíssimo do domínio masculino, os ” relacionamentos fluidos”, o “ficar “sem compromisso muitas vezes se estende por meses e até anos e as mulheres ouvem depois de tanto tempo algo como: “Namorados? Não, somos amigos. Uma amizade fluida, diferente, moderna”. Que mico, hein?

Mas isso acontece. Quem nomeia o relacionamento é o homem, no alto da torre da macheza. No mundo virtual existem também os gurus, videntes que seduzem as mulheres com previsões fantásticas. “Sua vida vai mudar. Vejo alguém retornando. Você é muito invejada. Seu número de sorte é 13. Seu totem é o urso. Olhe, você vai receber uma herança ou um caminhão de dinheiro se confiar em mim.” Nenhuma mulher pode afirmar com convicção que jamais vai cair nessa roubada porque os gurus são inteligentes e têm uma paciência invejável com as mulheres. Sim, porque a grande maioria dos seus seguidores é do sexo feminino. Então eu penso que nós, mulheres,  mesmo com tantas vitórias que nos dão visibilidade e reconhecimento, precisamos ficar atentas a essas armadilhas do acaso, que surgem do nada e nos afastam da realidade que, apesar de dura e difícil, é a nossa vida e não um. Sonho projetado por outros.

Nos anos 60 Celly Campelo já   cantava: ” Eu não tenho namorado, alguém que eu possa amar, meu dia é ocupado, sempre a estudar” e mais adiante ” Sem um amor que venha comigo sonhar “. Então, vamos sonhar nossos sonhos de preferência com outras mulheres. Pode ser que o acaso nos traga uma bela surpresa que nos deixe fluir e, quem sabe, encontrar alguém, desde que tomemos as rédeas das nossas vidas.

Deixe o seu comentário