Vamos para a Argentina? 

22

O que faz da Argentina um destino tão procurado por brasileiros? A resposta não poderia ser mais atraente: o país é praticamente uma espécie de Europa, com a vantagem de estar a poucas horas de casa.

A síntese dessa definição é Buenos Aires e Córdoba, suas maiores cidades que respiram ares cosmopolitas e agradáveis, com ótimos restaurantes, parques elegantes e charmosas lojas.

O trem turístico do Fim do Mundo atravessa vales e montanhas do Parque Nacional Terra do Fogo

Na capital, assistir a uma partida entre River Plate e Boca Juniors explica por que o futebol nesse país é tratado como religião, com torcedores fanáticos e estádios que incendeiam a cada lance. É aqui, inclusive, que o turista provará de uma das melhores carnes de sua vida – um sabor que caracteriza a gastronomia local.

Nos contrafortes andinos, a região de Mendoza abarca algumas das melhores produções vinícolas do continente – e é a plataforma perfeita para explorar o Cerro Aconcágua, a mais alta montanha do planeta fora da Ásia.

Com 6.962 metros, o Aconcágua, conhecido como “teto das Américas”, é o ponto mais alto do continente e do hemisfério ocidental. Montanhistas do mundo todo buscam seu topo nevado

Um pouco mais ao sul, a Patagônia traz a combinação de neve e frio que tanto nos fascina. Em Bariloche e Las Leñas, o desafio pode vir das excelentes pistas de esqui, no inverno, ou de cavalgadas e canoagem, no verão. 

Em El Calafate, por outro lado, paisagens dramáticas, que combinam lagos, geleiras e picos de granito fazem a alegria de praticantes de esportes ao ar livre. Isso sem contar a majestosa geleira Perito Moreno e as montanhas ao redor de El Chaltén, listadas como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, no Parque Nacional Los Glaciares.

A Geleira Perito Moreno estende-se ao sul da Patagônia, na região de El Calafate. O glaciar é considerado uma das reservas de água doce mais importantes do mundo

Já na meridional Ushuaia, uma rica fauna composta de pinguins, orcas e leões-marinhos ocupam os fotógrafos, que saem da região com ótimas recordações.

A igreja de Santa Catalina, de 1723, com imponente fachada barroca, é um dos principais exemplares arquitetônicos da presença dos jesuítas na região

Tango, vinho, futebol e alfajores – a Argentina tem tudo aquilo que cai bem ao nosso gosto.

Como circular

A lendária Ruta 40 corta a Argentina de norte a sul por cerca de 5 mil quilômetros, correndo paralela à Cordilheira dos Andes. Além das estradas de alta velocidade, o país possui rodovias secundárias.

Nas regiões de montanha é bom ter experiência em dirigir na neve. Mas há uma vantagem: para conduzir carros pelo país, basta apresentar a habilitação brasileira. As principais empresas de ônibus da Argentina são a Andesmar, a Chevallier, a El Rápido International, a Via Bariloche e a Crucero Del Norte.

Outra boa opção são os trens, cujas principais empresas são a Ferrobaires e a Trenes del Litoral.

As atrações da Argentina

Para além da capital argentina, repleta de restaurantes bacanas e pontos turísticos imperdíveis, como o tradicional bairro de La Boca, o país reserva ótimas surpresas.

O La Boca é um dos bairros tradicionais de Buenos Aires, a capital argentina. Casas coloridas marcam seu cenário, também ocupado pelo tango, e o consagraram como um dos principais pontos turísticos da cidade

Aproveite a rica fauna marinha do Atlântico Sul, em Puerto Madryn e Comodoro Rivadavia, para tirar belos cliques e marcar na memória a paisagem privilegiada da região.

Falando em paisagem, dê um pulo em El Calafate para admirar os picos de granito em El Chaltén e o glaciar Perito Moreno. As cidades de inverno argentinas, aliás, reservam resorts de esqui que encantam com seu charme.

Uma das melhores atrações de Salta é a Igreja de São Francisco, com fachada imponente e interior rico em detalhes

E claro: não podemos esquecer dos ótimos vinhos do país, classificados entre os melhores do mundo. Mendoza é a meca da bebida na Argentina, mas Salta também não deve em nada no quesito qualidade. Vinícolas como a Catena Zapata e a Ruca Malen promovem degustações e oferecem almoços saborosos.

A Puente de la Mujer, no bairro portenho de Puerto Madero, foi projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava e é exclusiva para pedestres. O autor teria se inspirado em um casal dançando tango. A ponte tem estrutura de aço de 160 metros, com um trecho giratório para a passagem das embarcações 

Fonte: https://viagemeturismo.abril.com.br/paises/argentina-2/

Deixe o seu comentário