Coluna Cultura da Paz – Advocacia Sistêmica e a PNL – por Betina Costa

46

Entrei na advocacia sistêmica através da PNL – Programação Neurolinguística. Mas como a PNL pode auxiliar na advocacia? 

A PNL é a arte e a ciência da excelência. É arte porque cada pessoa imprimi sua personalidade e seu estilo àquilo que faz. (…) E é ciência porque utiliza um método e um processo para determinar os padrões que as pessoas usam para obter resultados excepcionais naquilo que fazem.” (Jonh O’Connor)

A PNL nos auxilia no relacionamento consigo mesmo e com o outro, através de processos de tomada de consciência sobre comportamentos, pensamentos, dinâmicas, padrões, crenças que nos guiam em nossos atos. É essencial no desenvolvimento de nossa inteligência emocional e nas competências relacionais, tão em voga hoje. 

Essas habilidades e competências ampliam nossa compreensão sobre os relacionamentos humanos e como os conflitos ocorrem, sendo importante ferramenta para a mediação, a conciliação e a atuação do próprio advogado. Como tudo isso acontece? Através de perguntas elaboradas e estruturadas, observação da linguagem verbal e não verbal, escuta ativa dos padrões de pensamento, não julgamento, rapport, backtraking.

Quando um cliente vem a um atendimento, ele está imerso no problema e não consegue entender muito bem como se originou, e é neste porquê que conseguimos mensurar possibilidades de dissolver esse conflito. Com a PNL, o advogado desenvolve a capacidade de perceber melhor o seu cliente e o conflito que o trouxe, e auxiliar na entrega de possibilidades de resolução do conflito que melhor se adequa ao perfil do cliente. 

Como então fazer com esse saber? Eu realizei um curso para compreender a estrutura das dinâmicas de PNL. Mas o mais importante é praticar consigo mesmo, através do olhar para si, do conhecer-se, do acolher a si mesmo tal qual é. Depois ou concomitante, aplicar em quem convivemos. O autoconhecimento é essencial na compreensão do outro.

Por isso, a advocacia sistêmica parte do autoconhecimento, um processo contínuo e infinito, repleto de perguntas, sem ter respostas certas e completas.

Os cursos de PNL mais indicados são os que estabelecem realmente um cronograma disciplinar do que vai ser abordado, com práticas intercaladas. Isso também varia conforme seu gosto e forma de aprendizagem. Tem pessoas que gostam apenas das vivências. Perceba sua forma de ser para decidir qual curso se amolda mais ao seu perfil.

Deixe o seu comentário