Brises: a elegância do protetor solar! – por Caroline e Michaela Napoleão

1386
Edifício Comercial em Istambul. Fonte:

CONCEITO

Criado pelo arquiteto Le Corbusier nas décadas de 30 e 40, oBrise, vem da expressão francesa“brise-soleil” que significa quebra-sol. É um elemento arquitetônico modernista, geralmente, em formato de lâminas que tem a função de controlar e equilibrar adequadamente a incidência da radiação solar e da ventilação no ambiente. Predominam em fachadas à frente das aberturas das edificações, mas funcionam, também, no interior dos ambientes e, por isso, sua forma os torna elementos decorativos com bastante visibilidade. Uma perfeita união entre forma e função, estética e funcionalidade.

As construções que utilizam os brises são, geralmente, robustas no tamanho e que, por isso, precisam de uma iluminação natural bem empregada sem ofuscamentos, mas com ótimo aproveitamento. São obras como grandes universidades, hospitais, órgãos públicos, shoppings, colégios, grandes centros comerciais.

Fachada da Sede do Sebrae Nacional de Brasília. Fonte: .
Fachada da Sede do Sebrae Nacional de Brasília. Fonte: <www.aecweb.com.br/cont/m/rev/fachadas-eficientes-podem-utilizar-vidro-brises-ou-cobertura-vegetal_12529_10_0>.

Edifício Tecnológico M2, Universidade de Salamanca. Fonte: .
Edifício Tecnológico M2, Universidade de Salamanca. Fonte: <www.archdaily.com/477920/m2-technological-building-university-of-salamanca-sanchez-gil-arquitectos/52e9bf83e8e44e3e380000e7-m2-technological-building-university-of-salamanca-sanchez-gil-arquitectos-photo>.
Fachada interativa em um jardim de infância de 1980 em Ljubljana, na Eslovênia. Fonte: .
Fachada interativa em um jardim de infância de 1980 em Ljubljana, na Eslovênia. Fonte: <www.contemporist.com/a-colorful-interactive-facade-was-designed-for-this-kindergarten/>.

Ao controlar a luminosidade e o calor que incide no ambiente se torna uma solução que proporciona eficiência energética, conforto térmico para as construções, o que diminui o consumo desnecessário da energia artificial reforçando o caráter de uma arquitetura mais sustentável.

Através do efeito causado pela luz e sombra, os brises montam vários cenários no mesmo dia.

Efeito luz e sombra causado pelo brise. Fonte:
Efeito luz e sombra causado pelo brise. Fonte: <designencantador.blogspot.com.br/2014/06/brises.html>

TIPOLOGIA:

Os brises exibem uma grande versatilidade em vários aspectos e soluções diferentes com muitas classificações em relação a:

Fabricação: moldados in loco, fabricados sob medida ou pré-fabricados;

Material: Concreto, aço, madeira, vidro, tela, plástico, policarbonato, painéis prismáticos, painéis fotovoltaicos, metal e etc.

Residencia com brises de madeira. Fonte:
Residencia com brises de madeira. Fonte: <casavogue.globo.com/Interiores/casas/noticia/2015/04/leve-transparente-e-feita-pelos-donos.html>

Formatos: Inúmeros.

Tipo de laminas: verticais, horizontais e mistos;

Tipos de laminas. Fonte:
Tipos de laminas. Fonte: <sustentarqui.com.br/wp-content/uploads/2017/06/TIPO-DE-BRISES.jpg>

Mobilidade: Móvel ou fixa

Acabamento: Perfurado ou liso;

Tecnologia: Brises orientados por computadores para se deslocarem conforme a incidência solar ideal.

O Museu do Amanhã no Rio de Janeiro com brise móvel com placas fotovoltaicas. Fonte:
O Museu do Amanhã no Rio de Janeiro com brise móvel com placas fotovoltaicas. Fonte: <sustentarqui.com.br/wp-content/uploads/2017/06/TIPO-DE-BRISES.jpg>

CUIDADOS E DICAS:

Não existe uma forma pré-definida para aplicar os brises, tendo cada projeto objetivo e premissas diferentes que definirãoa forma ideal de instalação. No entanto, algumas orientações e requisitosdevem ser considerados para o uso otimizado dos brises.

– Área em tamanho onde será instalado o brise;

– A estrutura de fixação ideal;

-Peso do brise;

– Mão de obra especializada para aplicação;

– Modo de como será feito a manutenção e limpeza;

– Orientação solar naquela área;

– Clima da região;

– Tipos e tamanhos das aberturas atrás dos brises;

-Custo necessário para obter um bom resultado;

No Brasil são feitas as seguintes recomendações para o uso dos brises:

Demonstração da incidência solar nos brises. Fonte:
Demonstração da incidência solar nos brises. Fonte: <designencantador.blogspot.com.br/2014/06/brises.html>

Brises fixos: Em grandes construções, pois evita-se a movimentação das lâminas.

Brises com aletas horizontais: fachadas voltadas para o noroeste, norte e nordeste, pois recebem o sol durante todo o dia.

Brises com aletas verticais: fachadas voltadas para oeste, leste, pois recebem o sol pela manhã.

Brises com aletas móveis: fachadas voltadas para o sul, pois recebem pouca radiação solar, geralmente no início e no final do dia somente. Podem ser utilizados também em interiores,porquesão reguláveis de acordo com a necessidade do usuário.

Ambiente interno com brise, onde prioriza a privacidade do usuario. Fonte: .
Ambiente interno com brise, onde prioriza a privacidade do usuario. Fonte: .
Ambiente interno com brise, onde prioriza a privacidade do usuario. Fonte: .
Ambiente interno com brise, onde prioriza a privacidade do usuario. Fonte: .

Restaurante com brise. Fonte:
Restaurante com brise. Fonte: <br.pinterest.com/pin/408490628675075728>

A utilização de Brises traz diversas vantagens como economia de energia e bom desempenho térmico e luminoso, permitindo uma ventilação e uma visibilidade, no entanto deve-se atentarà sua manutenção, limpeza e o custo elevado para obtê-lo.

Para que tudo aconteça com perfeita segurança e harmonia é indicado a contratação de profissionais especializados para projetar e executar a aplicação dos brises.


FONTES:

<http://sustentarqui.com.br/dicas/brise-arquitetura-bioclimatica>

<http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/11.131/3844>

<https://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/brises-controlam-incidencia-de-luz-e-garantem-conforto-termico-a-edificacao_9317_0_1>

<http://dianabrooks.com.br/brises-uma-solucao-que-alia-estetica-e-eficiencia-termica>

<http://www.colegiodearquitetos.com.br/dicionario/2009/02/o-que-e-brise>

<https://pt.wikipedia.org/wiki/Brise-soleil>

<https://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/a-volta-do-brise-soleil_6701_0_1>

<http://www.galeriadaarquitetura.com.br/projetos/referencias-ambientes-c/85/brises-soleils/>

 

Deixe o seu comentário