Os segredinhos para maquiagem em pele negra! – por Aline Pessoa

579

Em tempos em que a pele negra está se destacando, como sempre mereceu, como no concurso Miss Brasil, por exemplo, nada melhor que abordar um assunto tão gostoso e cheios de dúvidas, afinal, recentemente participei de um curso de aperfeiçoamento em maquiagem profissional de dois dias e recebi diversas dicas sobre como deixar uma make ainda mais poderosa. Uma das minhas grandes expectativas era para o momento das técnicas em pele negra, pois tenho pavor de deixar uma negra com aspecto de pele acinzentada. É sério!!! Sabia que isso é mais comum do que você consegue imaginar? Uma das grandes características da pele negra é que se trata de uma pele quente, pelo menos na grande maioria latino americana. Ou seja, você não deve pegar uma base simplesmente porque a cor dela é escura e sair “pintada” toda trabalhada no cinza, achando que toda pele negra tem o mesmo tom.

Outro erro muito comum é iluminar a pele com produtos de tons perolados. Pessoas… Já falamos sobre bases e como escolher seus tons, mas um detalhe que não foi abordado naquele post foi exatamente os tons de base para pele negra. Não foi apenas um esquecimento… Um erro… Foi proposital! Afinal de contas a pele negra merece um espaço só pra ela. Toda pele tem uma “temperatura de cor”. Observem a foto abaixo: Fala a verdade! Quantas pessoas negras próximas a você cometem o erro de ir pra um tom de base errado simplesmente porque se esquece de avaliar o tom de fundo da base em questão? A pele negra tem suas nuances. Mas repito, a principal característica de uma pele negra é que ela tem um fundo mais quente, então, toda a cartela de cores que tende para os tons frios DEVEM ser descartadas, a não ser que a própria pele negra também tenha esse fundo mais frio. E isso vale para os tons de sombras, blushes, iluminadores e batons também!

Não é tão simples, mas também não é um bicho de sete cabeças. As bases para negras tem como tom de fundo nuances mais amareladas ou rosadas, ou seja, essa característica varia de acordo com a temperatura da pele: se ela for mais intensa e quente, devem-se usar produtos com fundo amarelado; se for mais fria, o certo é apostar em produtos de subtom rosado.

Eu sei que parece difícil imaginar-se escolhendo seus itens de make depois de saber disso, afinal, você, negra; deve ter suas preferências. Mas quem disse que é errado usar batom rosa ou sombra azul celeste? A dica aqui é para o que fica MELHOR, o que vai REALÇAR MAIS a sua beleza e surpreender a todos de acordo com o conhecimento do círculo cromático e combinação de cores (colorimetria). Mas se existe uma regra que levo muito a sério é: na maquiagem não existem regras!  Entendeu?

Agora eu tenho certeza que você deve estar pensando: tal marca não tem base pra minha cor! Não é verdade? E você já pensou em fazer misturinhas? Isso é muito comum e dá super certo! Principalmente se você opta pela mistura de base com corretivo. Tem muita mulher que acha que ter dois tons de bases é muito caro, mas eu particularmente não penso assim. Afinal, a base que usa em períodos mais quentes do ano, pode ficar escura nos dias frios e vice-versa!

Muitas clientes e amigas, negras ou não, por vezes não conseguem distinguir a temperatura da pele. É possível que você também tenha essa dificuldade, então vou deixar duas dicas valiosíssimas pra você alcançar esse resultado. Lave bem o rosto, tirando qualquer resquício de maquiagem, e prenda o cabelo penteado para trás. Enrole tecidos coloridos próximo ao rosto e avalie as cores que irão te realçar (se as quentes como vermelho, amarelo, laranja, ou as frias, como verde, azul, rosa, cinza). As tonalidades da veia também podem ajudar a descobrir a temperatura da sua pele. Se as veias do antebraço tiverem tonalidades de rosa e azul, provavelmente seu tom é frio, já se enxergar verde e amarelo, sua pele é quente. Ajudou? Sobre o que você tem dúvida? Quer ver algum assunto abordado aqui na coluna? Deixa aí nos comentários que com certeza será um enorme prazer te responder!!! Abraços!

Deixe o seu comentário