Afinal, existe ejaculação feminina? – por Madalena Carcará

236

A ejaculação feminina é um assunto extremamente controverso, algumas mulheres ficam cheias de neuras achando que não tem orgasmo porque consideram que uma das respostas orgásticas é a ejaculação feminina.

Em muitas publicações científicas a respeito do tema, ainda não se comprova que esse fato existe.

Vamos aos dados fisiológicos: A lubrificação feminina é realizada pelas Glândulas de Bartolin, que estão situadas na entrada no canal vaginal em sua porção inferior. A lubrificação feminina sai por uma estrutura muito próxima a uretra, a quantidade que é produzida e excretada é cerca de 1 ou 2 colheres de sopa.

Como essa estrutura na qual é fabricada é pequena e sua quantidade também, como é capaz de espirrar um líquido longe????

Em raríssimas mulheres, há uma quantidade maior de saída de muco, mas não ao ponto de esguichar. Então, as publicações científicas acreditam que o jato que “jorra” no momento do orgasmo, não é ejaculação feminina, e sim urina. Muitas mulheres apresentam incontinência urinária durante o coito, fato que não deveria acontecer. Se acontece e você molha bastante a cama, não é normal e o interessante seria passar por uma avaliação fisioterápica do assoalho pélvico para observar como está a reposta muscular desses músculos.

O importante no momento do encontro à dois é está bem relaxada, aproveitar o momento e se permitir ter orgasmos maravilhosos.

Deixe o seu comentário