Alimentos Transgênicos: O que você precisa saber! – por Adrianne Holanda

329

Muito tem se falado em alimentos transgênicos e algumas polêmicas já envolvem prós e contras. E você, já pesquisou sobre o assunto? Ou mal repara que comemos esses alimentos diariamente, sobretudo nos industrializados?

Lembre-se daquele ” T” estampado em algumas embalagens de produtos alimentícios, como exemplo comum temos no nosso tradicional flocos de milho.

A verdade é que quase 100 % do milho, soja e seus derivados de origem brasileira são TRANSGÊNICOS! 😥

Os alimentos transgênicos são, basicamente, frutos de modificações genéticas realizadas a partir de ciência e mecanismos laboratoriais que visam maior rendimento na produção agrícola através do melhoramento genético. Os aprimoramentos são realizados nos genes da espécie, integrando

a ela alguma característica desejada.

A grande questão da produção de transgênicos fica à mercê de questões éticas, socioambientais e da saúde humana de quem ingere estes alimentos. Ainda há muita falta de conhecimento sobre o assunto por parte da população geral, bem como pouca informação divulgada sobre testes e pesquisas apuradas, o que deixa muitas dúvidas sobre o assunto.

Vejamos então alguns prós e contras  dos Alimentos Transgênicos:

PRÓS:

1.Custo mais baixo devido à produção e larga escala.

2.Acessibilidade de diversos tipos de alimento a toda a população,  tornando-a mais “viável” para a mesma.

3. Facilita a vida do agricultor e o agronegócio.

Contras:

1.Há desgaste do ambiente e alterações que podem tornar-se irreversíveis, como a aplicação de agrotóxicos, que penetra na terra e através da chuva atinge os rios e toda fauna e flora que está interligado.

2. Dúvidas geradas quanto à própria saúde humana e os riscos que podem se desencadear a longo tempo.

3. Os transgênicos são cruzamentos que não acontecem ou aconteceriam naturalmente no ambiente, conduzindo o modelo agrícola para um caminho insustentável – levando a alimentação e a qualidade de vida ao descaso, cada vez mais.

4. Pesquisas científicas e alguns estudos em andamento sugerem que algumas alergias, intolerâncias alimentares e doenças como alzheimer, autismo e câncer, estão sendo causadas pelos alimentos transgênicos.

5. Uma dessas pesquisas recentes teve origem na França, efetuadas com ratos alimentados com transgênicos, aonde se comprovou que esses roedores possuem 3 vezes mais chances de adquirirem câncer, sobretudo o de mama ( Rev.Food and Chemical Toxicology ). Tal pesquisa é alarmante!

6. Questões éticas que envolvem a interferência do homem na natureza. Até que ponto mudar a genética de um alimento é um direito do homem?

7. Suposições de que alimentos mudados geneticamente podem mudar também o corpo humano da mesma forma.

Existe uma PLC ( 34/2015 ) que sugere a retirada do símbolo ” T” de transgênicos das embalagens. Caso a medida seja votada à favor, será um grande retrocesso para a segurança alimentar dos brasileiros, o que beneficiaria apenas o ” agronegócio”, aonde o TER sobrepõe ao SER!

A importância que se dá à alimentação e ao estilo de vida é de suma importância, uma vez que nossos atos decorrem ao longo do tempo e desencadeiam consequências boas ou ruins. Então podemos relembrar a máxima: “Nós somos o que comemos.”

Enquanto as pesquisas avançam no sentido de garantias de segurança para a humanidade e para a natureza e ainda não se chegou a um consenso, cabe à nós cautela no consumo e exigirmos das autoridades uma maior segurança alimentar, tanto relacionado aos transgênicos quanto aos  agrotóxicos que ingerimos cada vez mais e diariamente.

Até a próxima!

😉

Adrianne Holanda

Graduada em Ciências Contábeis; Graduada em Nutrição; Pós Graduanda em Nutrição Clínica, Estética e Funcional; Pós graduanda em Nutrição Oncológica.

Deixe o seu comentário