Entenda o que é harmonização facial – por Jordania Fenelon

183
No mundo da estética, só se fala agora em ‘harmonização facial’, mas muita gente tem dúvida sobre o que é isso. Então, para início de conversa e antes de falarmos sobre os procedimentos envolvidos, é necessário esclarecer sobre do que se trata esse termo.
Com o avanço da idade, perdemos gordura do rosto, ao tempo em que nossa musculatura fica mais flácida e sem força. A partir desse conhecimento, começou-se a busca para alcançar de forma eficaz e eficiente um rejuvenescimento, seguindo a tendência de executar procedimentos pouco invasivos, com cuidados pós descomplicados e sem afastamento das atividades diárias.
Mas não é só sobre rejuvenescimento que se trata a harmonização facial. Além de buscar aparência jovem, as técnicas e procedimentos envolvidas nesse processo também corrigem pequenos incômodos estéticos e valorizam (por meio do aumento, da diminuição ou da firmeza) certas áreas, entregando equilíbrio ao rosto em acordo com a beleza natural de cada pessoa.
Portanto, resumidamente, a harmonização facial é um conjunto de procedimentos adotados para ‘correção’, rejuvenescimento e valorização do rosto, mantendo aspecto natural e em consonância com a beleza de cada pessoa.
Dentre os principais procedimentos envolvidos na harmonização facial, estão a aplicação de toxina botulínica (bastante difundida pelo nome comercial da marca Botox), a aplicação de ácido hialurônico (preenchedor) e bioestimuladores.
E para que servem os procedimentos mais executados? Servem para preencher e evitar o aparecimento de rugas, preencher os lábios, o mento (queixo), o malar e o arco zigomático, para dar firmeza, afilar o nariz, afinar o rosto, levantar pálpebras, arquear sobrancelhas e minimizar manchas, olheiras e deformidades da pele. Tudo executado em consultório, com planejamento estético individualizado e, como citado, sem pós-procedimentos complicados.

Deixe o seu comentário