“Meu útero é baixo e sinto dor na relação” – por Madalena Carcará

404

Muitas mulheres referem essa queixa. Hoje, vim contar que realmente temos o útero baixo. Se você introduzir o dedo indicador vai facilmente encontrar o fundo do útero. Mas isso não é defeito nenhum. O que acontece é que quando não estamos devidamente excitadas o canal vaginal não se amplia e fica cerca de 10cm.

Já quando acontece a excitação, além de alargar naturalmente a vagina, o útero sobe ampliando sua profundidade. O que dói é não estar excitada e o parceiro insistir em socar com força e velocidade.

Próximo ao período menstrual o útero realmente fica mais baixo. Manter a saúde em íntima em dia é sempre importante, o autotoque estimula as reações fisiológicas, mas, se mesmo com excitação a dor persistir, procure seu médico.

Fatores que reduzem a libido:

A libido (desejo sexual) é denominada como a energia aproveitável para os instintos da vida. Pode ser direcionada não apenas aos órgãos sexuais, como também a um objeto, pessoa ou atividade intelectual.

O desejo sexual pode representar um tesouro interno sempre disponível. Entretanto, alguns fatores interferem nesse contexto. Alguns medicamentos, por exemplo, interferem e prejudicam resposta sexual da mulher. Drogas ansiolíticos, tranquilizantes, antidepressivos, diminuem o impulso sexual e interferem no orgasmo. Efeitos colaterais semelhantes podem aparecer em outros tipos de medicações usadas para cardiopatias ou hipertensão, além de algumas medicações para alergias ou úlceras.

O uso de anticoncepcionais por causarem uma alteração na dinâmica da ovulação também podem ser um fator positivo para a diminuição do apetite sexual. Esses efeitos não acontecem em todas as mulheres, mas se você reparou diminuição do desejo sexual ao tomar algumas dessas medicações é interessante consultar seu médico a respeito dos possíveis efeitos colaterais sobre a sexualidade.

Deixe o seu comentário